• sinbevidros

Casa Rio

Após morar por muitos anos no núcleo urbano do Rio de Janeiro, os clientes queriam construir um refúgio intimista em sua propriedade adjacente ao Parque Nacional da Tijuca, onde pudessem desfrutar de livros, arte e principalmente da paisagem natural. O objetivo principal do projeto era tornar a casa o menor possível dentro de seu cenário de selva tropical. A casa de 140 metros quadrados se eleva nas copas da floresta tropical - um refúgio isolado para o casal se afastar das distrações da vida na cidade.


Essencialmente uma caixa de aço e vidro, a casa paira sobre o terreno sustentada estruturalmente por dois pilares de concreto, um dos quais também funciona como lareira interna/externa. Escondido entre as palmeiras juçara e carinianas no terreno de 1,25 hectare, o extremo norte da casa contém um único quarto, enquanto o extremo sul se abre para vistas da cidade, do mar e da famosa estátua do Cristo Redentor. No térreo abaixo, uma varanda telada e uma cozinha ao ar livre permitem que os proprietários se envolvam com a paisagem.


Técnicas de construção locais são incorporadas por toda parte, incluindo paredes externas de concreto e paredes internas rebocadas com terra. Os pisos são de madeira brasileira e de cimento queimado pigmentado de vermelho ("vermelhão"), uma tradição vernacular comum. O aço estrutural inoxidável pintado – principal material da casa – resiste ao clima úmido, onde a corrosão é uma preocupação. A casa foi projetada para ter ventilação natural por meio das janelas pivotantes manuais e retráteis com telas contra insetos. Estas, juntamente com um sistema de aquecimento solar de água, permitem que a casa funcione durante interrupções intermitentes de energia.


Veja as imagens:






Fonte: https://www.archdaily.com.br/br/982186/casa-rio-olson-kundig?ad_source=search&ad_medium=projects_tab



2 visualizações0 comentário