• sinbevidros

Macro Visão SEMANAL FIESP



Prezado leitor,


Você está recebendo o Macro Visão Semanal FIESP. Veja os destaques:


• Dados da economia brasileira e internacional na semana de 18/04 a 20/04

• Síntese da semana

• Agenda econômica para a próxima semana: de 25/04 a 29/04 Dados da Economia Brasileira na semana: de 18/04 a 20/04

• IGP-10 (Ibre/FGV): O IGP-10 apresentou aumento de 2,48% no mês de abril, acima da expectativa do mercado (+2,23%). Todos os componentes do IGP-10 apresentaram aumento no mês. Destaque para o IPA-10, com avanço de 2,81% em abril. Já o IPC-10 (+1,67%) e o INCC-10 (+1,17%) tiveram altas menos expressivas.

• Balança comercial (Secex): a média diária das exportações do país aumentou de US$ 1,38 bilhão no acumulado até a terceira semana de abril de 2021 para US$ 1,56 bilhão no mesmo período em 2022, aumento de 12,9% entre os meses. No mesmo período, as importações aumentaram 22,2% na comparação da média diária, saindo de US$ 825 milhões em abril de 2021 para US$ 1,0 bilhão no mesmo período em 2022. O saldo médio diário da balança comercial até a terceira semana de abril de 2021 foi de US$ 553,71 milhões, diminuindo para US$ 548,26 milhões na média diária no mesmo período de 2022. O saldo total acumulado até a terceira semana do mês de abril de 2022 é de US$ 5,48 bilhões, queda de 10,0% em relação ao mesmo período do ano anterior (US$ 6,09 bilhões).

• Sondagem Industrial (CNI): Sondagem Industrial nacional, realizada pela CNI, aponta que a produção da indústria brasileira encerrou o mês de março em 55,2 pontos, considerando os dados sem influência sazonal. Este resultado representa aumento de 4,4 pontos em relação ao mês anterior (50,8 pontos em fevereiro). Com isso, o indicador continuou indicando expansão pelo segundo mês consecutivo ao encerrar acima dos 50,0 pontos. Resultados acima de 50,0 pontos indicam expansão e abaixo deste nível, retração.

• Segunda prévia do IGP-M (Ibre/FGV): a segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou alta de 1,85% na leitura do mês de abril ante aumento de 1,74% do mês de março.

Dados da Economia Internacional na semana: de 18/04 a 20/04

• Produção Industrial da Zona do Euro (Eurostat): a produção industrial da União Europeia aumentou 0,6% em fevereiro na comparação com janeiro (-0,3%), dados já dessazonalizados. Com este resultado, é possível observar uma retomada do crescimento da produção industrial no bloco após queda verificada em janeiro. A produção industrial na Zona do Euro também apresentou crescimento, o qual foi de 0,7% em fevereiro em relação a janeiro (-0,7%), dados com ajuste sazonal.

Síntese da semana:

O nível de preços da economia brasileira segue pressionado. O IGP-10 apresentou aumento de 2,48% no mês de abril, acima da expectativa do mercado (+2,23%). No acumulado do ano, o indicador geral tem alta de 7,63%, influenciado principalmente pelo índice de Preços por Atacado (IPA-10): +9,34%. A mesma tendência foi observada na segunda prévia do IGP-M, que registrou alta de 1,85% na leitura do mês de abril ante aumento de 1,74% do mês de março. Desde 2001, a média de variação do IGP-M para o mês de abril é de 0,63%, portanto, a variação mais recente fica acima do nível médio para o período.

O saldo comercial segue robusto, porém, exibiu queda no ritmo de expansão em relação ao mês de março. Esse resultado foi influenciado por um aumento maior das importações em relação ao mesmo período de 2021. O saldo total acumulado até a terceira semana do mês de abril de 2022 é de US$ 5,48 bilhões, queda de 10,0% em relação ao mesmo período do ano anterior (US$ 6,09 bilhões).

A Sondagem Industrial da CNI levantou evidências que mostram expansão da atividade industrial. Pelo segundo mês consecutivo o indicador ficou acima dos 50 pontos (55,2 pontos em março e 50,8 pontos em fevereiro), considerando os dados sem influência sazonal. A pesquisa também mostrou nível de estoques abaixo do ideal (49,4 pontos), avanço do nível de empregos (52,2 pontos) e expansão do Nível de Utilização da Capacidade Instalada 72,3%. No entanto, na avaliação da FIESP, a expectativa é de baixo dinamismo da indústria nos próximos meses, devido ao aperto monetário implementado pelo Banco Central, elevando a taxa Selic, e os desarranjos das cadeias globais de insumos.

Portanto, na economia brasileira, por um lado, os indicadores de preços apontam para uma inflação elevada e resiliente, por outro, surgem indícios de melhora da atividade industrial no 1º trimestre do ano, ainda que, como salientado acima, essa tendência não deva se manter nos próximos meses.

Agenda Econômica para a próxima semana: 25/04 a 29/04

25/04/2022 (Segunda-feira):

• FGV divulga a Sondagem do Consumidor.

26/04/2022 (Terça-feira):

• FGV divulga a Sondagem da Construção.

• CNI divulga do Resultados Setoriais do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI).

27/04/2022 (Quarta-feira):

• IBGE divulga o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15I (IPCA-15).

• FGV divulga a Sondagem da Indústria.

28/04/2022 (Quinta-feira):

• FGV divulga o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M).

• FGV divulga a Sondagem do Comércio.

• FGV divulga a Sondagem de Serviços.

• Ministério da Economia divulga dados do CAGED.

28/04/2022 (Sexta-feira):

• IBGE divulga a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua).


Macro Visão é uma publicação da

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e do

Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)









8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prezado Associado. Foi publicado no DOU de 10/05/2022, a Portaria DIRBEN/INSS Nº 1102, de 06/04/2022, que altera a Portaria Dirben/INSS nº 933/2022, que aprova normas procedimentais em matéria de Bene