• sinbevidros

Macro Visão



Economia Brasileira

Focus: Pesquisa Focus prevê o crescimento da produção industrial, 4,37% ao final de 2021 O relatório Focus desta semana indica que a expectativa para a produção industrial em 2021 encerre em 4,37%, representando um aumento de 0,07 p.p. em relação ao relatório anterior (4,30%). Projeções para PIB cai 0,03 p.p e espera-se um fechamento de 3,26% no ano. Por fim, a expectativa para a taxa de câmbio (Dólar em relação ao Real) é de US$1 (1 Dólar) equivalendo a R$5,15 (5 Reais e quinze centavos), na semana anterior esperava-se que o valor do Dólar corresponderia a R$5,10 e há 1 mês, R$5,01.


Ibre/FGV: IGP-DI avança 2,71% no mês de fevereiro e acumula alta de 5,69% no ano O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 2,71% no mês de fevereiro, com desaceleração em relação ao apresentado em janeiro (2,91%). Com este resultado o índice acumula um crescimento de 5,69% no ano e de 29,95% nos últimos 12 meses.


O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que representa 60% do indicador geral sofreu aumento de 3,40%, sendo a principal âncora do aumento registrado pelo IGP-DI.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou aumento de 0,54%, indicador que representa 30% no resultado geral.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 1,89% em fevereiro e tem peso de 10% sobre o indicador geral.



O crescimento do IPA no mês ocorreu por conta do aumento dos preços dos produtos industriais de 3,83% no mês de fevereiro, acumulando alta de 8,19% no ano de 2021. Já os preços dos produtos agrícolas, cresceram 2,37% no mês acumulando alta de 5,69% no ano.


Anfavea: Produção de autoveículos cai no mês de fevereiro 5,1% frente a janeiro A Produção nacional de veículos automotores caiu no mês de fevereiro 5,1% frente a janeiro, dado com ajuste sazonal. Esta é a segunda redução consecutiva, após o avanço de 4,0% em dezembro (-2,3% e -5,1% em janeiro e fevereiro respectivamente). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior e em período pré-pandemia, a retração é de 3,5%. Ressalta-se que a produção de veículos encontra-se em dificuldades devido a falta de insumos/matérias-primas, o que impacta o andamento das indústrias do setor de veículos automotores, bem como das indústrias em geral.



IBGE: PIB avança 3,2% no 4º trimestre de 2020 e encerra o ano de 2020 em retração de 4,1% O PIB avançou 3,2% no 4º trimestre de 2020, frente ao trimestre anterior que também havia apontado crescimento (+7,7%), dados com ajuste sazonal.



Houve crescimento do setor de serviços (2,7%) e da indústria total (1,9%). A agropecuária, por sua vez, foi o destaque negativo e caiu 0,5% no trimestre.

Dentre os componentes da indústria, apenas a de transformação apresentou resultado positivo (4,9%) sendo a âncora do resultado da indústria geral. Indústria extrativa (-4,7%), SIUP (-1,2%) e da construção (-0,4%) tiveram resultados de queda.

Com este resultado no 4º trimestre, o PIB encerra o ano com retração de 4,1%, bem abaixo do resultado registrado em 2019, quando o PIB expandiu 1,1%. O resultado negativo deveu-se a pandemia do coronavírus, que afetou fortemente todos os setores da economia; dentre os grandes setores a agropecuária foi o único a não registrar queda no ano, apresentando crescimento de 2%. A indústria retraiu 3,5% e os serviços 4,5%.

A nossa projeção para o resultado do PIB em 2021 é de um crescimento de 4,0%, resultado superior a expectativa do mercado atualmente (3,3%). A previsão para o PIB da indústria total é de uma alta de 5,4%, com a indústria de transformação avançando 6,6%.

Economia Internacional

Alemanha: PMI composto mostra aumento da atividade alemã em fevereiro de 0,3 ponto, e economia do país continua em expansão com 51,1 pontos O PMI Composto alemão apresentou leve avanço de 0,3 ponto no mês de fevereiro e com isso a atividade do país continua em expansão com 51,1 pontos. Estes é o 8º mês consecutivo de expansão da atividade alemã. O indicador de serviços apresenta redução de 1,0 ponto e permanece em contração no mês aos 46,5 pontos.



Zona do Euro: PMI Composto encerra em 48,8 pontos e indica retração da atividade da Zona do Euro pelo 4º mês consecutivo O PMI Composto para a Zona do Euro encerrou o mês de fevereiro aos 48,8 pontos, aumento de 1,0 ponto em relação ao mês anterior. Com isto o PMI indica retração da atividade pelo 4º mês consecutivo. O PMI Serviços também aponta retração da atividade do setor no mês com 45,7 pontos.

China: PMI composto apresenta aumento de 0,5 ponto em fevereiro, encerrando o mês em 52,2 pontos

O PMI Composto chinês indica crescimento da atividade econômica do país, ao avançar 0,5 ponto e alcançar 52,2 pontos em fevereiro, ante 51,7 pontos de janeiro. O setor de serviços encerrou em 51,5 pontos, retração de 0,5 ponto no mês, indicando expansão do setor no período.




Macro Visão é uma publicação da: Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) Av. Paulista, 1313 - 5º andar - Cep 01311-923 - Tel.: 11 3549-4316

11 visualizações0 comentário