top of page
  • Foto do escritorsinbevidros

NOVA DIRETORIA FOCARÁ AÇÕES NO ASSOCIATIVISMO E REGULAMENTAÇÃO DO SETOR




Três frentes deverão nortear os trabalhos da nova diretoria do SINBEVIDROS: o associativismo; o desafio tributário e a regulamentação do setor. As diretrizes foram apresentadas pelo novo presidente Victor Casaca, que tomou posse no último dia 3 de agosto, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).


Foto 1: Alfredo Martins e Victor Casaca | Foto 2: Rafael Cervone Neto e Victor Casaca


Na visão do presidente é importante fazer com que São Paulo, que tem o maior número de processadores de vidro, demonstre realmente a força que tem. No desafio tributário, ele ressalta que são necessários vários ajustes junto ao segmento, buscando o imposto monofásico, que deverá contribuir para a profissionalização e regulamentação do setor.


Ele lembra que o imposto monofásico se enquadra perfeitamente à atividade. “Temos as Usinas de base concentradas, que são apenas quatro. Isso se ramifica em diversos processadores. Como alguns são médios ou pequenos, muitas vezes, devido a uma concorrência muito alta, eles recorrem à informalidade, o que faz com que empresas sérias sejam afetadas por essa sonegação.”


A monofasia, ressalta, exige um estudo e uma lei para cada setor. “Nosso primeiro passo é um alinhamento entre os elos da cadeia e um estudo para que isso seja levado realmente para debate nas esferas competentes. Por fim, o primeiro passo é gerar esse entendimento para que todo o elo veja isso como nós vemos.”


Durante o discurso de posse ele ainda lembrou do que ouviu de um diretor da Fiesp quando começou sua jornada. “Ele me disse que a “mosca do associativismo” picava a gente. Acho que não consegui sair de perto dela até hoje, e a trajetória que começou lá, há 15 anos, teve como consequência me trazer até aqui.”


Também presente ao evento, o presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) e 1º vice-presidente da Fiesp, Rafael Cervone, repassou mensagem do presidente Josué Gomes, que não pode comparecer.


Cervone também brincou com o presidente Alfredo Martins, que estava deixando o cargo. “Você pensa que está saindo, mas você está terrivelmente enganado. Uma vez dentro, jamais fora.”


Ao novo presidente Victor Casaca, o alerta de que às vezes, a presidência é solitária, mas que saber que é possível contar com a diretoria, dá muita tranquilidade. “Acho que aqui você pode morrer do coração, de alegria, tristeza, frustração, raiva, mas jamais de tédio, especialmente no Brasil, onde a cada segundo tem um desafio novo.”


Victor Casaca - novo Presidente Sinbevidros


Ele ressaltou estar feliz por ver a renovação, que considera muito importante. “Gosto de dizer que temos esse prédio maravilhoso, essa pirâmide na Paulista, nossos Sindicatos em São Paulo, no Brasil inteiro, temos máquinas, equipamentos, SESI, SENAI, mas, de longe, o maior patrimônio que temos são as pessoas. Aqui temos uma energia muito boa. O Alfredo está saindo, mas deixa em boas mãos o Sindicato.”


Deixando a diretoria, Alfredo Martins ressaltou que deixa o mandato com a sensação de dever cumprido, honrado pela confiança nele depositada. Ele fez um balanço do mandato, lembrando os desafios de enfrentar a Pandemia da Covid-19, momento em que o Sindicato não mediu esforços em buscar informações para atender da melhor forma possível seus associados.


Lembrou que a entidade comemorou 80 anos ainda no período de pandemia, e que a ação social – Vidro contra a Fome – foi um belo exemplo de solidariedade que contou com o apoio da maior parte das empresas associadas.


“Apesar das dificuldade procurei trabalhar à altura das expectativas e exigências do cargo, sempre preocupado com a instituição, o bem comum e o mercado.” Ele agradeceu o apoio das Associação vidreiras e das Usinas de base, o suporte que sempre teve da diretoria e o empenho da equipe do SINBEVIDROS.


“O período mais difícil passou e avançamos, sem dúvida, mas temos consciência de que esta será uma preocupação permanente que não permite retrocesso. Esse é o desafio para a nova gestão e outras que sucederão Tenho certeza que a gestão que se inicia em 11 de agosto também será pautada no trabalho e crescimento do setor. Podem contar sempre comigo.”



DIRETORIA – 2023 - 2027


Presidente: Victor Villas Casaca

1º Vice-Presidente: Irineu Alves Marcelino

2º Vice-Presidente: José Domingos Seixas

1º Secretário: Vinicius Moreira Silveira

2º Secretário: Ana Lucia de Souza

1º Tesoureiro: Alfredo dos Anjos Martins

2º Tesoureiro: Juliana Schunck da Silva Murad


Conselho Fiscal: Efetivos:

Gustavo Pais Cardoso Silva

Jean Carlo Alves

Lucas Henrique Batista


Suplentes:

Osmar Zimmer Jr

Marcelo Kairis Antonio

Leandro Kairis Antonio


Delegados representantes Junto à Fiesp


Efetivos:

Victor Villas Casaca

Alfredo dos Anjos Martins


Suplentes:

Irineu Alves Marcelino

José Domingos Seixas



Veja as imagens da Cerimônia de Posse (clique na imagem para ampliar):




130 visualizações0 comentário
bottom of page