• sinbevidros

Confiança da construção paulista apresenta ligeiro crescimento




Após observar importante queda no mês anterior, a percepção dos empresários da indústria da construção paulista sobre a atividade no mês de março volta a crescer. É o que mostram os dados da Sondagem da Construção do Estado de São Paulo, elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).


O nível de atividade, apresentou crescimento de 3 pontos em relação à última pesquisa, porém, mantendo-se em patamar considerado pessimista (abaixo dos 50,0 pontos), fechando em 48,9 pontos. O nível de atividade em relação ao usual sofreu ligeira queda, passando de 39,8 para 38,9 pontos.


Na mesma linha, a evolução do número de empregados em relação ao mês anterior teve ligeira melhora, indo de 46,8 para 48,9 pontos. O grande ponto positivo, foi a importante melhora na utilização da capacidade operacional (UCO), que com crescimento superior a 11 pontos, apresentou o melhor índice desde agosto de 2015, fechando em 64,0%.


Já as expectativas para os próximos seis meses, se mantiveram estáveis, com exceção para o número de empregados, que caiu de 61 para 50,6 pontos, contudo, permaneceram acima dos 50,0 pontos, o que indica que os empresários da construção ainda veem possibilidade de melhora no segundo semestre.


O nível de atividade esperado para os próximos meses diminuiu de 52,0 para 51,0 pontos; o indicador de compras de insumos e matérias-primas registrou 50,5 pontos; e a expectativa de novos empreendimentos e serviços ficou em 52,3 pontos. A intenção de investimento, que oscilou negativamente na última pesquisa, voltou a apresentar crescimento, fechando em 43,7 pontos para o mês atual.

6 visualizações0 comentário