• sinbevidros

Faturamento do setor de agregados minerais para construção deve superar R$ 15 bilhões em 2021



Aumento na ocupação e queda no PIB a partir de 2013, auge recente do setor, resulta em queda de 6,8% na produtividade da mão de obra.


FATURAMENTO

A despeito das crises sanitária e econômica que assolaram o Brasil em 2020 e 2021, o setor mineral apresentou desempenho relativamente satisfatório. Perspectivas feitas com base em dados até outubro de 2021 indicam que o faturamento bruto da indústria brasileira de extração de pedra e areia deve atingir a cifra de R$ 15,6 bilhões em 2021. Esse valor marca um aumento de 29,2% em termos nominais frente aos dados de 2019, quando o setor faturou R$ 12,1 bilhões. Em termos reais, houve uma expansão de 18,8%. Desde 2013, ano recorde de faturamento, as receitas acumularam perdas de 2,3% em termos reais.


Gráfico 1 – Faturamento do setor de extração de pedra e areia, Brasil, em R$ milhões a preços correntes e constantes:



Estimativa: Ex Ante Consultoria Econômica, com base em dados do CBIC, Ministério da Economia e Ministério de Minas e Energia. Notas: (p) preliminar; (e) estimado.

OCUPAÇÃO

A ocupação média no setor em 2021 foi de 65.794 mil pessoas, indicando crescimento de 7,2% em relação a 2020. Ainda assim, o número de trabalhadores está abaixo das 71.142 mil pessoas ocupadas em 2013. Como a ocupação cresceu e o PIB caiu desde 2013, houve forte retração da produtividade da mão de obra. Na comparação entre os dados de 2021 e 2013, a queda da produtividade deve alcançar 6,8%, o que equivale a uma queda média anual de -0,9%. Entre 2007 e 2013, período de forte expansão do mercado, a produtividade da mão de obra havia crescido no ritmo de 6,8% ao ano.


Gráfico 3 – Pessoas ocupadas no setor de extração de pedra e areia, Brasil, média anual:


Estimativa: Ex Ante Consultoria Econômica, com base em dados do CBIC, Ministério da Economia e Ministério de Minas e Energia.

Notas: (p) preliminar; (e) estimado.


Fonte: https://www.fiesp.com.br/observatoriodaconstrucao/noticias/faturamento-do-setor-de-agregados-minerais-para-construcao-deve-superar-r-15-bilhoes-em-2021/


5 visualizações0 comentário