• sinbevidros

MACRO VISÃO – RESUMOS DAS ÚLTIMAS EDIÇÕES



Economia Brasileira

  • CNI: Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) sobe 1,89 pontos em março, dados com ajuste sazonal

  • IBGE: PIB avança 0,5% no 4º trimestre de 2021 e encerra o ano de 2021 com crescimento de 4,6%

  • Fenabrave: Vendas de veículos automotores nacionais e importados, sem máquinas agrícolas e implementos rodoviários, sobe 11,6% em fevereiro em relação ao mês anterior, dados com ajuste sazonal

  • FIESP/CIESP: Vendas reais da indústria paulista avançam em janeiro

  • Focus: IPCA deve encerrar em 5,65% em 2022, segundo relatório Focus

Economia Internacional

  • Eurostat: Produção Industrial na União Europeia sobe 0,4% e fica estável na Zona do Euro

_________________




IBGE: PIB avança 0,5% no 4º trimestre de 2021 e encerra o ano de 2021 com crescimento de 4,6%

Hoje, 04 de março de 2021, o IBGE divulgou o resultado do PIB no 4º trimestre do ano de 2021. O PIB brasileiro apresentou aumento de 0,5% no 4º trimestre com relação ao terceiro trimestre de 2021, dado com ajuste sazonal. O resultado ficou acima das expectativas do mercado (0,1%).



____________


IBGE: PIB avança 0,5% no 4º trimestre de 2021 e encerra o ano de 2021 com crescimento de 4,6%

Hoje, 04 de março de 2021, o IBGE divulgou o resultado do PIB no 4º trimestre do ano de 2021. O PIB brasileiro apresentou aumento de 0,5% no 4º trimestre com relação ao terceiro trimestre de 2021, dado com ajuste sazonal. O resultado ficou acima das expectativas do mercado (0,1%).



O setor da Indústria Total apresentou queda no período de 1,2%, já o setor de Serviços subiu 0,5%. E o destaque foi o setor agropecuário que subiu 5,8% no quarto trimestre de 2021.

A retração do setor da indústria foi influenciada pela queda de 2,5% da indústria de transformação e pelo recuo de 2,4% da indústria extrativa no 4º trimestre em relação ao 3º trimestre de 2021.

Os Investimentos (FBCF) subiram levemente (0,4%) no 4º trimestre em relação ao trimestre anterior. As Exportações apontaram contração de 2,4% sobre o 3º trimestre e o Consumo das Famílias subiu 0,7%.



Com este resultado no 4º trimestre, o PIB encerrou o ano com crescimento de 4,6%, recuperando as perdas em 2020, quando o PIB contraiu 3,9%. Os principais destaques, pela ótica da oferta, foram o setor de serviços (+4,7%) e a indústria total (+4,5%) puxada pela transformação (+4,5%) e a construção civil (+9,7%). A agropecuária caiu 0,2%. O PIB da agropecuária foi prejudicado pela quebra da segunda safra de milho (-15,0%), a segunda maior cultura de grãos do país. Pelo lado da demanda, destaque para o consumo das famílias (+3,6%) e a FBCF (+17,2%).


__________________


Fenabrave: Vendas de veículos automotores nacionais e importados, sem máquinas agrícolas e implementos rodoviários, sobe 11,6% em fevereiro em relação ao mês anterior, dados com ajuste sazonal

No mês de fevereiro, 251.877 veículos automotores nacionais e importados (exceto máquinas agrícolas e implementos rodoviários) foram vendidos no país. Com ajuste sazonal, este resultado representa um crescimento de 11,6% em relação ao mês de janeiro. Com isso a vendas de veículos volta a subir após duas quedas mensais seguidas, sendo o pico recente de vendas de veículos no mês de maio de 2021, quando foram vendidas 328.573 unidades.



Ainda levando em consideração a variação do mês, o resultado de fevereiro foi o terceiro maior em toda série histórica, abaixo apenas dos exibidos em fevereiro de 1995 (24,6%) e janeiro de 2020 (13,9). Em comparação com o mesmo mês de 2021, as vendas apresentaram queda de 9,5% (278.428 unidades de veículos vendidos no ano passado).

Já no acumulado em 12 meses, as vendas apresentam um avanço de 12,0%.


_________________


FIESP/CIESP: Vendas reais da indústria paulista avançam em janeiro

As vendas reais da indústria de transformação paulista cresceram 4,3% entre os meses de dezembro e janeiro, conforme aponta o Levantamento de Conjuntura da Fiesp/Ciesp. No entanto, ainda não se recuperaram completamente e estão 2,8% abaixo do período pré-pandemia (fevereiro/2020). Também houve avanço no item salários reais médios da indústria do Estado de São Paulo, com crescimento de 2,3% no primeiro mês de 2022. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) atingiu 80,1%, incremento de 0,6 p.p. na passagem de dezembro para janeiro. Já as horas trabalhadas na produção registraram alta de 0,4% no mesmo período. Os dados estão dessazonalizados. Apesar de todos os indicadores da pesquisa mostrarem aumento no mês de janeiro, os resultados são inferiores aos de janeiro de 2021 – com exceção do NUCI que passou de 79,0% (janeiro/2021) para 80,1% (janeiro/2022). Na comparação, as vendas reais têm retração de 12%, os salários reais médios registram queda 0,6% e as horas trabalhadas na produção sofreram contração de 0,5%.


__________________


Focus: IPCA deve encerrar em 5,65% em 2022, segundo relatório Focus

A mediana das expectativas do mercado, divulgado pelo relatório Focus do Banco Central referente à última semana, indica que o IPCA de 2022 deve encerrar com variação acumulada de 5,65%, aumento de 0,05 p.p. em comparação com o relatório anterior (5,60%). Esta é a nona revisão para cima das expectativas de inflação para o ano de 2022. O centro da meta de inflação para 2022 é de 3,50%, podendo variar entre 2,00 e 5,00%. Para o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, o relatório aponta leve alta de 0,12 p.p. nas expectativas do mercado, sendo esperado um crescimento da atividade do país no ano em 0,42%, ante 0,30% do relatório anterior. Já a taxa de câmbio deve encerrar o ano em US$/R$ 5,40, queda de US$/R$ 0,10 entre as semanas (US$/R$ 5,50 no relatório anterior). A mediana das perspectivas quanto a taxa SELIC (12,25% a.a.) se manteve em estabilidade quanto ao relatório anterior.




________________




Eurostat: Produção Industrial na União Europeia sobe 0,4% e fica estável na Zona do Euro

A produção industrial da União Europeia aumentou 0,4% em relação a dezembro (+1,0%), dados já dessazonalizados. Com este resultado, é possível observar uma desaceleração no ritmo de crescimento com relação ao final de 2021. No acumulado em 12 meses, a produção do setor industrial do bloco tem crescimento de 8,1%.



Já a produção industrial na Zona do Euro se manteve estável (0,0%) em relação a dezembro de 2021 (+1,3%), dados com ajuste sazonal. No acumulado em 12 meses o crescimento foi de 7,6%.






Fonte: FIESP e CIESP

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo