top of page
  • Foto do escritorsinbevidros

VENDAS REAIS DA INDÚSTRIA PAULISTA CRESCERAM 2,4% NO 1º TRIMESTRE DE 2023, INDICAM FIESP E CIESP



O 1º trimestre de 2023 foi positivo para as vendas do setor industrial paulista, aponta o Levantamento de Conjuntura realizado pela Fiesp e pelo Ciesp. Com crescimento de 2,4% no período, as vendas reais do estado avançaram pelo segundo trimestre seguido (+0,9% no 4º trimestre/2022 em comparação ao trimestre anterior). As horas trabalhadas na produção também seguiram em terreno positivo no período (+0,9%), sendo o quinto trimestre consecutivo de avanço. Contudo, os salários reais médios decaíram 0,5% nos primeiros três meses deste ano, após estabilidade nos últimos três meses de 2022. Por fim, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) diminuiu 0,9 p.p. na mesma comparação (o último crescimento ocorreu no 2º trimestre de 2022: +0,3 p.p.). Os dados expostos contam com tratamento sazonal.


Apesar da alta das vendas da indústria paulista no 1º trimestre de 2023 apontada na pesquisa, os desafios para o setor são muitos. A captação de crédito devido aos altos custos e o patamar da SELIC são fatores que ensejam uma perspectiva desafiadora da atividade industrial do país nos próximos trimestres. A Fiesp estima que o ano de 2023 tenha queda de 0,5% da produção industrial brasileira.


Com a tramitação do novo regime fiscal no Congresso Nacional, o avanço das discussões a respeito da reforma tributária, medidas de destravamento e ou de diminuição do custo do crédito, assim como políticas para a reindustrialização do país, este cenário desafiador pode ser contornado no médio prazo, sendo possível estabelecer um crescimento robusto e sustentável da indústria.


Metodologia

Realizado desde 1975 junto a empresas de todos os setores industriais do Estado de São Paulo, o Levantamento de Conjuntura tem por objetivo quantificar as mudanças da atividade industrial no estado. Divulgada mensalmente, ela analisa variantes como vendas reais, horas trabalhadas na produção e salários reais.



Fonte: FIESP e CIESP

5 visualizações0 comentário
bottom of page